SCHULD

Sara Garcia

26 NOV 2021 • 21h50

Cine-Teatro Garrett • Sala principal
Portugal
Dança / Performance
≈ 30 min • M/10 • 7,00€
COMPRAR BILHETE

Sinopse

“Começa assim a mudança de sentido pela qual a culpa se torna dívida,(…) o espírito do dever místico do reembolso.” (1)

Um peso sobre um corpo. Que peso é esse – o do reembolso? Que corpo é esse – exposto à tácita e contemporânea autoexploração – insaciável, acumulador de culpa e dívida? Schuld, simultaneamente culpa e dívida em alemão, é ação física invisível e coletiva, destino pesado como manto que cobre todos os que não se entreguem à subjetividade empreendedora. (1)

“Deixa o espinho/colhe a rosa/Tu vais procurar/a tua dor” (2)

(1) Peter Sloterdijk, Esferas I
(2) Benedetto Pamphili, Lascia la spina, cogli la rosa

Ficha Técnica e Artística

Criação e Interpretação Sara Garcia
Música original e sonoplastia (a partir de Paul Jebanasam e Handel) Ricardo Fernandes
Objeto cenográfico Hugo Barros
Apoio Kale Companhia de Dança, Armazém 22
Residências Armazém 22, Campus PCS2
Co-produção FIS · Festival Internacional de Solos / Cine-Teatro Garrett
Agradecimentos Gael Domenger, Pedro Carvalho, Sofia Leite, Hugo Barros

Biografia

Sara Garcia, natural da Póvoa de Varzim, é bailarina, criadora e professora. Diplomada pela Escola de Dança do Conservatório Nacional, fez, posteriormente, a Formação Avançada em Interpretação e Criação Coreográfica pela Companhia Instável. Paralelamente, é Mestre em Arquitetura pela FAUP, formação que tem apoiado a sua prática como criadora, nomeadamente diversos projetos sitespecific. Como intérprete, trabalha desde 2014 como freelancer, tendo colaborado com Companhia Paulo Ribeiro, Hugo Calhim Cristovão&Joana von Mayer Trindade/ Nuisis Zobop, Companhia Instável, Nuno M.Cardoso/ TNSJ, Miguel Moreira e Romeu Runa/ Útero, Pedro Carvalho/ Ventos e Tempestades, Mariana Amorim/ Esquiva, Elisa Zupini, Renato Vieira/ EstúdioB.